Como aumentar a produção de leite materno? Siga os passos!

A hipogalactia (baixa produção de leite) pode ser primária ou secundária. A primária ocorre desde o início do aleitamento materno e depende diretamente das glândulas mamárias, por hipoplasia, nutrição deficiente, doenças consumptivas, psicossomáticas, entre outros fatores. A secundária ocorre mais tarde, geralmente por erro de técnica, defeito de sucção, malformações, conformação dos mamilos, o que leva a um esvaziamento incompleto das mamas. Existem algumas maneiras também de aumentar a produção de leite, e veremos aqui, algumas dicas.

As causas são inúmeras e os principais sinais de “baixa produção de leite” são: 

Insaciedade do bebê: É possível perceber que o bebê ainda está com fome após ter mamado por alguns minutos;

Aumento da demanda do bebê: Ele quer mamar o tempo todo, geralmente com intervalo menor do que 60 minutos nos primeiros dias após o parto;

Menos que seis fraldas molhadas em 24 horas: É uma forma simples de averiguar se seu bebê está mamando o suficiente. Se ele estiver molhando mais do que seis fraldas por dia, é possível que esteja tudo bem;

O bebê não ganha peso. 

Movimentos intestinais: As fezes do bebê devem ir de coloração esverdeada do mecônio à amarelada por volta do terceiro dia.

Como aumentar a produção de leite materno

Se essas condições estiverem presentes é necessário investigar a real causa da baixa produção de leite e amamentar com mais frequência, oferecendo as duas mamas sobre livre demanda e dar tempo para que o bebê faça o esvaziamento completo.

Para aumentar a produção de leite materno, a mamãe deve observar a pega correta do bebê, melhorar a alimentação, o consumo de água e amamentar o bebê a noite (período em que há maior secreção de prolactina). Existem algumas técnicas, como as compressões das mamas durante o aleitamento e o auxílio da acupuntura, que podem ajudar a aumentar a produção de leite, mas devem ser feitas por um profissional experiente e especialista em lactação.

Realize a ordenha após ou entre os períodos de amamentação. A ordenha é necessária para retirar maior quantidade de leite das mamas e aumentar a frequência de esvaziamento da mama, dessa maneira irá estimulando sua produção. Você pode realizar ordenhas em períodos mais frequentes (após cada mamada) por 2 a 3 dias para aumentar a produção, ou a cada 30 minutos por um período de 8 horas, por exemplo, enquanto amamenta.

Neste contexto, em casos extremos é possível realizar intervenções com galactogogos, que são ervas e medicações capazes de estimular a produção de prolactina e ocitocina. É de extrema importância que você esteja emocionalmente equilibrada, pois o estresse pode interferir na produção de leite. Além disso, lembre-se de que a relactação existe para auxiliá-la neste momento.

Obs: O estresse pode interferir na produção de leite, mas não é capaz de bloqueá-la se você continuar colocando o seu bebê para mamar.

Siga os passos para aumentar a produção de leite:

 

  • Amamente em livre demanda. O que estimula a produção de leite é a sucção do bebê, ou seja, quanto mais ele mamar com a pega correta, mais leite você irá produzir.
  • Beba muito líquido. Você deve ingerir aproximadamente de 3 a 4 litros de água diariamente. Uma dica legal é deixar garrafas com água estocadas na geladeira. Mães precisam de praticidade, e quando algo já está preparado para ser consumido é muito mais fácil. Deixe-as prontas e as consumam durante o dia. Além da água, outros líquidos também são válidos como: sucos naturais, chás “calmantes” (camomila, erva doce, etc). É dispensável ingerir: bebidas alcóolicas, refrigerantes e outros tipos de chá (mate, chá verde), por exemplo.
  • Alimentação saudável. Além de ingerir bastante líquido, é importante que você tenha uma alimentação saudável e variada. Prefira as frutas e verduras.
  • Descanse. Descansar é extremamente importante para uma boa produção. Aproveite o momento de sono do bebê para descansar também. O descanso é imprescindível para o equilíbrio da produção de leite. Se você tiver alguém de confiança para cuidar do bebê durante os intervalos das mamadas enquanto você dorme, melhor ainda.
  • Tranquilize. Eu sei que não é fácil relaxar com a nova rotina da maternidade, principalmente no início onde tudo é novo tanto para a mãe quanto para o bebê. Mas, tente. Não deixe de curtir o seu filho por preocupações, discussões com o marido, a família. Esse momento é único e exclusivamente de vocês, aproveite!
  • Foco no bebê. Pense que agora a prioridade é o seu bebê, ele é totalmente dependente de você, por isso, dedique-se a ele. A amamentação acontece apenas uma vez, e você poderá desfrutar desse instante apenas essa vez na vida. Então, deixe o resto para depois e dê o seu melhor para oferecer ao seu filho o alimento mais perfeito que existe no mundo.

Referência Bibliográfica:
  • MARIANO, Grasielly – “Socorro, eu não sei amamentar!”. 2ª edição – Nova Odessa: Napoleão; Jefte, 2012. 128 p.
  • VÍDEO: Canal no Youtube – Pediatriaonline TV – 6 dicas para aumentar a produção de leite materno. 

♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡ ℓεiค τคмвεм ♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡

Faça seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios devem ser marcados *

Comment *