O leite materno se transforma de uma mamada para a outra

Os nutrientes do leite materno são essenciais para o desenvolvimento infantil. Por isso, a mãe deve deixar o pequeno sugar o peito até esvaziá-lo, garantindo que todos os quatro tipos do alimento sejam aproveitados pela criança. Entenda a diferença a seguir:

Colostro

Apresenta-se transparente, de coloração amarelada, com aparência viscosa, extremamente rico em proteínas, vitaminas hidrossolúveis e lipossolúveis (incluindo A, E e K), gorduras, sais minerais, lactose e além disso, favorece a multiplicação de lactobacillus bifidus, que por sua vez beneficia o aumento da flora intestinal e facilita a expulsão do mecônio. Também é constituído por uma alta concentração de imunoglobulinas, principalmente IgA e IgG que estabelecem a primeira imunização e fortificam o sistema imunológico do recém-nascido. Contudo, há fatores de crescimento que auxiliam no amadurecimento do sistema digestivo e de defesa, além de outros fatores protetores.

Composição do leite materno

A composição do leite materno é diferente de uma mulher para outra. Na mesma mãe, varia entre mamas, em horários diferentes de mamadas e até no decurso da mesma mamada. Seu conteúdo fornece uma nutrição completa para o bebê, exceto em casos de mães muito desnutridas em que o teor de gorduras, vitamina A e do complexo B podem ficar prejudicados.

O valor nutricional do leite humano varia durante a mamada e verifica-se diferença de valor nutricional entre o leite anterior e o leite posterior, sendo que este último contém 3 vezes mais lipídios e teor maior de proteínas. Sendo assim, é extremamente importante que o bebê receba o leite do fim da mamada, o que lhe proporcionará o adequado aporte energético.

A qualidade da proteína no leite materno (70% de soro e 30% de caseína) difere da encontrada no leite de vaca (18% de soro e 82% de caseína). O tipo de proteína contida na fração do soro também difere no leite humano e no bovino, compostos respectivamente por alfalactoalbumina e betalactoglobulina. Além disso, o leite materno contém lactoferrina, lisozima e IgA secretora em quantidades expressivamente superiores do que o leite bovino, que apresenta apenas traços dessas proteínas.

Leite anterior

Composto por muita água, carboidratos e algumas proteínas, esse é o leite que sai no início da mamada. É mais claro e ralinho.

Leite posterior

Esse é o leite que garante a saciedade do bebê e o aumento de peso. Rico em proteínas e gorduras, ele vem na parte final da mamada. Por isso, é importante esvaziar um seio antes de oferecer o outro. Caso contrário, o pequeno se alimentará apenas com leite à base de água e açúcar.

Diferença de composição

O leite materno apresenta composição diferente em cada fase da mamada. No início ele é mais claro, mais aguado, pois é adequado para matar a sede do bebê. Uma fase intermediária tem mais proteínas, para o crescimento do neném e, por fim, na terceira fase há predominância de gordura, o que favorece o ganho de peso. Ou seja:

  • O leite do início da mama serve para matar a sede do bebê.
  • O leite do meio da mama serve para o crescimento do bebê.
  • O leite do fim da mama serve para engordar o bebê.

tipos de leite materno

Faça seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios devem ser marcados *

Comment *