A crise dos 3 meses: seio murcho, mamada rápida e redução do ganho de peso do bebê

Muitas mamães se desesperam quando acontece a crise dos 3 meses e novos acontecimentos começam a existir, como a redução da produção de leite, o fato de o bebê terminar a mamada em sete minutos ou menos, e o ganho de peso do pequeno diminuir. E se eu te disser que tudo isso é absolutamente normal? É isso mesmo meninas! Não se preocupem, essas características designam que tudo entre vocês está indo muito bem, esse é o processo natural do aleitamento materno. Vamos entender melhor?

A crise dos 3 meses

 

Seio murcho: o meu leite está secando?

Fique tranquila, o seu leite não está secando! Você está produzindo a quantidade de leite suficiente para suprir as necessidades do seu filho. A sua preocupação acontece pela comparação que faz entre o primeiro e terceiro mês de vida do bebê. No primeiro mês o seu corpo está conhecendo a demanda do seu pequeno, ou seja, a quantidade exata que precisará produzir para saciar sua fome, e por isso a produção de leite acontece em exagero, e os seios muitas vezes permanecem ingurgitados e cheios a todo momento.

Já no terceiro mês de vida do bebê, o seu organismo já conseguiu ajustar a produção e irá produzir conforme a demanda do seu bebê, ou seja, nem mais e nem menos, apenas o suficiente. É nesse instante, que muitas de vocês acham que o leite está acabando, que não está conseguindo saciar a fome da criança, o que é um grande equívoco, pois se agora você está oferecendo exatamente o que ele precisa, é sinal de que tudo está fluindo perfeitamente entre vocês.

Mamada rápida: o meu bebê engole muito leite rapidamente!

Nos dois primeiros meses, o seu pequeno levava de 20 a 30 minutos ou até mais para terminar a mamada, e por isso, você fez disso uma regra, tendo a ideia de que após essa duração ele estaria satisfeito. Porém, vocês também devem saber que a partir do terceiro mês de vida do recém nascido ele já está habituado com a amamentação, não sendo mais um aprendizado diário, ele já sabe, ele já aprendeu. Então, é super normal que ele consiga mamar tudo o que ele precisa em sete minutos ou até menos. Isso não quer dizer que o seu leite está pouco e você não está produzindo o suficiente, mas sim, que ele está conseguindo sugar de maneira eficaz e se nutrindo da melhor maneira possível.

Redução do ganho de peso do bebê 

A cada mês que se passa a redução do ganho de peso vai acontecendo, e isso é algo que preocupa muito. Mas, é válido ressaltar que a avaliação realizada pelo pediatra em relação ao crescimento e desenvolvimento do bebê é feita com base em “curvas de crescimento”, ou seja, se o ganho de peso e crescimento fossem algo constante, esse acompanhamento e análise não seria com base em curvas e sim retas.

É nesse momento que muitas mamães acham que o bebê precisa de complemento, o que não é verdade. Quando a mamadeira com o complemento é oferecida e o bebê rejeita, a preocupação aumenta: “Ah meu Deus, o que está acontecendo? Ele está perdendo peso e não está querendo mamar?” Mamãe é simples, ele não está com fome, o seu leite está sendo suficiente e o ganho de peso dele, apesar de ter reduzido um pouquinho, está normal.

Apoio e informação é fundamental!

Por isso meninas, fiquem tranquilas, pois a partir do terceiro mês, que já é denominado a crise dos 3 meses do bebê, o seu seio não estará mais com produção de leite em exagero, o seu filho poderá mamar em sete minutos ou menos, e o ganho de peso reduzir. Confie em você, confie no seu leite!

crise dos 3 meses

4 Comments on A crise dos 3 meses: seio murcho, mamada rápida e redução do ganho de peso do bebê

  1. Giselle
    outubro 26, 2016 at 5:33 pm (9 meses ago)

    No meu caso a minha princesa chorava muito
    Ela pegava e voltava o seio várias vezes. Isso tbm é normal?
    Ela mamou maravilhosamente bem e tranquila até os 3 meses e depois disso foi um pesadelo
    Desta forma segurei as pontas até os 4 meses e depois com pouco ganho de peso e pressão psicológica da pediatra, comecei com o complemento até parar totalmente aos 5 meses
    Fiquei muito triste e abalada

  2. lorena
    outubro 26, 2016 at 7:50 pm (9 meses ago)

    Giselle minha querida!

    A sua bebê estava integrada a categoria de “bebês agitados”, que geralmente entram nessa fase após os 3 meses.
    Para dar seguimento com o aleitamento materno era necessário ter realizado algumas intervenções como:

    – Faça massagem na mama e ordenha para estimular a produção e ejeção de leite dos ductos mamários;
    – Corrigir a pega e a posição da sua bebê;
    – Realizar compressões torácicas em forma de “C” nas mamas;
    – E utilizar uma sondinha de relactação.

    Infelizmente, muitos pediatras não insistem com o aleitamento materno, o que é recomendado de forma exclusiva
    até os seis meses de vida do bebê. Amamentar não é fácil e sempre precisamos de muito apoio, de pessoas que
    realmente entendam a importância do aleitamento. Sempre que tiver dúvidas e precisar de auxílio em relação a
    amamentação, venha no blog, pesquise os artigos e pergunte o que quiser. Juntas somos mais fortes!

    Grande beijo!

  3. Jurema Silva
    outubro 27, 2016 at 3:45 am (9 meses ago)

    Olá boa noite, eu dou peito exclusivo para minha filha, ela vai fazer 3 meses dia 8 de Novembro, só que tem 2 dias que meu seio direito está muito cheio, apalpando doi e parece que tem um caroço enorme no seio( no meio) quando minha bebe mama ele Tb doi, e não fica vazio após a mamada como antes, o que pode ser? Estou preocupada.

  4. lorena
    outubro 28, 2016 at 11:17 am (9 meses ago)

    Bom dia minha querida!

    Pode ser que o que esteja acontecendo é o bloqueio de ductos lactíferos. Os ductos lactíferos é como se fosse vários canudos que se encontram na ponta do mamilo para entregar o leite à boca do bebê. Quando se fala em ductos bloqueados existem duas possibilidades: uma se refere aos estágios mais iniciais da mastite, e a outra a um entupimento de fato no ducto. Sempre o que leva ao bloqueio é o fato de os seios não serem esvaziados completamente pelo bebê. Se o leite continuar acumulado, é porque não sai na mesma velocidade em que é produzido, ele é empurrado para dentro do tecido mamário, onde provoca uma inflamação. Esse é o quadro que leva a sintomas como possível presença de nódulo, sensibilidade na pele da região, inchaço, dor e vermelhidão na região. Converse com seu médico para uma melhor avaliação do quadro, mas é importante ressaltar que a amamentação deve continuar, evite longos intervalos entre as mamadas, esvazie as mamas, isso vai amenizar os sintomas. Ordenhe manualmente o seu seio após a mamada, ou utilize uma bombinha extratora de leite para retirar todo o leite acumulado. Faça compressas quentes (ou frias) nos seios, banhos quentes e uma massagem delicada (antes e depois de amamentar) aliviam a dor. Se não souber como ordenhar, se tiver dúvidas quanto a pega correta, o blog tem vários artigos que podem te auxiliar com informações de qualidade sobre isso.

    Espero ter ajudado! Qualquer coisa estou por aqui! <3

    Beijos,

    Lorena

Faça seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios devem ser marcados *

Comment *