Fenômeno de Raynaud na amamentação

O Fenômeno de Raynaud é uma isquemia intermitente das extremidades, normalmente dos dedos das mãos e dos pés. É muito mais frequente no sexo feminino e afeta até 22% das mulheres entre 21 e 50 anos. Este fenômeno é causado por vasoespasmo (contração dos vasos sanguíneos). Mas, como acontece?

Quando o Fenômeno de Raynaud aparece? 

Quando o fenômeno de Raynaud afeta o mamilo (vasoespasmo do mamilo), os sintomas podem aparecer durante a mamada ou entre as mamadas, e são precipitados com o frio. Além de ocorrer em resposta à exposição ao frio, pode também acontecer pela compressão anormal do mamilo na boca da criança, trauma mamilar significativo ou estresse emocional. Pode haver antecedentes de vasoespasmo em outras partes.

Como observar este processo?

Durante a crise, o mamilo apresenta mudanças de cor bifásicas (branco e depois azul) ou trifásicas (branco, azul e vermelho), seguidas de dor muito intensa e frequentemente de bolhas, fissuras e úlceras de evolução complicada. Os vasoespasmos podem causar a palidez dos mamilos pela falta de irrigação sanguínea. Quando a dor inicia o mamilo fica pálido, a medida que ela vai progredindo o mamilo vai ficando azul, e no instante em que a dor vai passando ele volta a coloração avermelhada, indicando o retorno da irrigação sanguínea.

Diferença entre a dor da “Candidíase” e a dor do “Fenômeno de Raynaud”

Muitas vezes a dor do fenômeno de Raynaud nos faz pensar em uma candidíase e é tratada com antifúngicos sem necessidade. Quando a mulher apresenta candidíase, a dor é crônica e relatada como “sensibilidade de agulhadas” no momento da ejeção do leite. Já a dor do fenômeno de Raynaud, é aguda, e como já mencionado anteriormente, pode acontecer durante ou após as mamadas, por um período de horas ou minutos. Em geral, é mais comum que ocorra depois das mamadas, porque nesse momento o ar é mais frio do que a boca da criança.

É comum haver uma sequência de espasmos com repousos curtos. Algumas medicações podem agravar os vasoespasmos, como os antifúngicos ou contraceptivos orais, por isso, o ideal é procurar um médico.

Orientações para o alívio ou tratamento da dor

O manejo consiste em tratar a causa básica que está levando ao vaso espasmo no mamilo. Deve-se evitar a exposição ao frio e ao cigarro, além de corrigir a posição caso seja necessário (acredita-se que o traumatismo de uma posição incorreta poderia desencadear o problema). Além disso, compressas mornas podem aliviar a dor. Quando a dor é importante e não há melhora com as medidas já citadas (o que é raro), pode-se utilizar alguns medicamentos, embora faltem estudos que embasem cientificamente sua indicação.

Outras orientações importantes:

Ilustração do Fenômeno de Raynaud

Fenômeno de Raynaud

Essa imagem ilustra exatamente como acontece o “Fenômeno de Raynaud”. Quando a dor se inicia, o mamilo apresenta palidez (1ª imagem). Com a progressão da dor, ou seja, quando ela vai aumentando, o mamilo apresenta-se azulado (2ª imagem). Por fim, quando a dor já estiver passado, ele assume novamente o tom avermelhado (3ª imagem).

Referência Bibliográfica:

  • GARBULHO, Ana Paula. Apostila “Consultoria em Aleitamento Materno”. Ano: 2017, São Paulo. 
  • GONZÁLEZ, Carlos. Manual Prático de Aleitamento Materno/ Carlos González; [tradução Maria Bernardes]. São Paulo. Editora Timo, 2014. 240 p. 

Faça seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios devem ser marcados *

Comment *