Livre demanda: eu quero mamar mamãe!

A livre demanda é quando a mamãe oferece o peito para o bebê sempre que ele quiser, sem estipular horários. Muitos profissionais ainda recomendam a amamentação com horários pré-estabelecidos “dê o peito de 3 em 3 horas”, mas isso não é o recomendado. O melhor para o seu pequeno sempre será a livre demanda, e juntamente a essa escolha estão vinculadas inúmeras vantagens para o bebê. Quais são elas? Vamos saber agora!

Produção do leite materno: livre demanda

Quando um bebê mama em livre demanda, tende a perder menos peso após o nascimento e estimula a produção de leite da mãe. Sim, quanto mais o bebê sugar no seio, mais leite a mãe produzirá, isso porque aproximadamente 80% do leite materno é fabricado durante a mamada. Aí vem aquela frase comum “peito é fábrica, e não estoque” exatamente por isso, o leite não fica estocado no peito da mãe, até porque se isso ocorrer vários problemas vão surgir, assim como a mastite. Então, é fato de que se o seio for ofertado em livre demanda, uma maior quantidade de leite será produzida, e também prevenirá a dor e o endurecimento nas mamas.

De acordo com um estudo realizado pelo Instituto de Pesquisas Sociais e Econômicas da Universidade de Essex (Inglaterra), os bebês que são alimentados sob livre demanda, ou seja, sempre que sentir vontade, forem melhores em provas escolares, abrangendo testes de QI. Além disso, quando o bebê é alimentado em livre demanda, ele sofre menos, fica menos estressado e dorme melhor.

Não estabeleça horários para a mamada

A partir do momento que você mamãe pré-estabelece um horário para amamentar “de 3 em 3 horas”, por exemplo, quando o bebê vai mamar ele vai sugar o seu seio com muita afobação e força, o que poderá promover alguns empecilhos que na maioria das vezes promove o desmame precoce, como as fissuras e rachaduras mamilares. Geralmente, mães que desenvolvem tais fissuras nos seios, sentem muita dor, não se sentem dispostas a amamentar e acabam suspendendo a amamentação, o que é muito triste.

Fórmulas lácteas e leite materno

As fórmulas lácteas por sua composição, são bem mais difíceis de serem digeridas pelo bebê e por esse motivo, o esvaziamento do estômago e a sensação de fome podem demorar mais. Já o leite materno é fácil de digerir, e assim, é normal que o bebê sinta fome mais rapidamente, o que faz com que muitas mães pensem que o seu leite não está sendo o suficiente para nutrir e saciar a fome do seu bebê, o que é um equívoco, porque o leite materno é o melhor e mais perfeito alimento que você pode oferecer ao pequeno.

Reconheça quando o bebê quer mamar!

O importante é que você mamãe comece a entender e a reconhecer os sinais de fome, e aprenda a realizar a distinção entre os choros, ou seja, quando aquele choro realmente está interligado a fome ou vinculado a outro motivo, como cólicas, cocô, xixi, entre outros. É recomendado que o leite materno seja a principal e única fonte de alimento do bebê nos seus primeiros seis meses de vida. Após esse período, inicia-se a introdução alimentar, porém continua-se normalmente o processo de amamentação até os dois aninhos ou mais do seu filho, quem decide o momento de parar são vocês!

Paciência e persistência é a chave do sucesso!

Amamentar exige paciência e persistência, realmente não é fácil, principalmente no início quando tudo é novidade, e tanto você quanto o seu bebê estão aprendendo e se ajustando. Muitas dificuldades podem surgir, e muitas vezes desmotivá-las, como as rachaduras nos mamilos, mastite, abcesso mamário, dores até que a pega correta seja ajustada, além do cansaço físico e emocional, e a cobrança da sociedade e da família.

Lembre-se que além de estar ofertando o melhor alimento que existe para o seu filho, está reforçando o vínculo afetivo entre vocês. Além disso, a amamentação contribui para o retorno do seu peso normal após o parto, e isso é muito bom, não é mesmo? Depois das superações tudo ficará mais fácil. Acredite e não desista jamais! Você e o seu bebê merecem viver esses momentos!

livre demanda

♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡ ℓεiค τคмвεм ♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡

Faça seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios devem ser marcados *

Comment *