Mamilos planos ou invertidos: como amamentar?

Mamilos planos ou invertidos: o que são? 

Os chamados bico plano são os mamilos que não se projetam para fora quando estimulados. Já os mamilos invertidos, são os que se contraem ou se projetam para dentro ao ser estimulados e têm a aparência plana, ligeiramente invertida ou bastante invertida no centro.

Para saber que tipo de mamilo você tem é fácil: com ajuda dos dedos indicador e polegar, faça uma espécie de “C” e suavemente aperte a região da aréola. Se seu mamilo não ficar saliente, então ele é plano; caso se volte para dentro, ele é invertido. Os mamilos podem ser ainda curtos (saem pouco para fora) ou pseudoinvertidos (apesar de voltados para dentro, geralmente saem para fora quando estimulados).

Será que vou conseguir dar de mamar?

Na maioria absoluta das vezes SIM. As mudanças da gravidez tendem a fazer com que os mamilos fiquem mais protuberantes do que de costume. Em algumas situações, no entanto, mamilos invertidos se voltam ainda mais para dentro quando os seios ficam cheios de leite e, em quadros raros, podem até obstruir sua passagem.

A melhor maneira de saber se vai dar certo para você é simplesmente tentar. Sempre que sentir necessidade, peça a orientação, em tempo real, para seu obstetra, o pediatra do bebê, uma enfermeira ou ainda uma consultora em amamentação.

Há alguma coisa que você possa fazer ( ou NÃO fazer ), desde já, para ajudar o bico plano ou invertido? SIM! Veja as duas dicas abaixo:

1- NÃO puxe, empurre nem manipule os seios excessivamente. Nada disso vai transformar seu mamilo e você pode se machucar. Além disso, a manipulação excessiva do mamilo pode levar a contrações uterinas antes da hora.

2- Depois de 38 semanas, quando seu bebê deixa de ser “prematuro”, exercícios leves, feitos com as mãos comprimindo a mama com a intenção de projetar o bico para fora podem ser realizados, embora não sejam muito efetivos. IMPORTANTE: APENAS uma vez ao dia.

Os cuidados mais importantes vem logo após o nascimento: a maioria dos bebês cujas mães tem mamilos invertidos vão conseguir mamar, já que eles sugam a aréola toda e não só o bico. Claro que a falta do bico pode tornar a tarefa um pouco mais desafiadora para o bebê.

O que fazer nestes casos?

1- Esteja confiante: a natureza é sábia e tem uma chance grande de, com os movimentos que faz com a boca ao sugar, o bebê conseguirá mamar.

2- Use a concha de amamentação 30 minutos antes das mamadas, já que ela esvazia o excesso de leite deixando a aréola macia e portanto mais fácil de abocanhar. Também ajuda o bico a se projetar o mais para fora possível.

3- Peça ajuda da enfermeira da maternidade todas as vezes que for amamentar, para adquirir o máximo de informação possível.

4- O mais importante: evite dar outros bicos para o bebê (mamadeira, chupeta, bico de silicone) já que, por comparação, ao conhecer um destes bicos, o pequeno bebê pode passar a ter mais dificuldades para amamentar, podendo promover o desmame precoce.

5- Compre, peça emprestado ou alugue uma bombinha elétrica para ordenha de leite. Até que você e o bebê se acertem na amamentação, a ordenha do excesso de leite pode ser necessária para evitar empedramento e mastite das mamas.

Tenha paciência e lembre-se de que a prioridade é que seu bebê esteja bem alimentado. Talvez, sob orientação de um especialista, você possa ordenhar o leite por uma semana ou mais até que os mamilos estejam salientes o suficiente para uma boa pega. Você pode procurar orientação em qualquer banco de leite (Consulte o site da Rede Brasileira de Bancos de Leite Humano para encontrar o banco de leite mais próximo).

Saiba também que, conforme o bebê vai conseguindo sugar o peito direitinho, mesmo que no início o bico não apareça, o próprio movimento da boca do seu filho ajuda a fazer com que a pega seja cada vez mais fácil, e o bico vá surgindo.

Talvez você se surpreenda ao ver um belo bico quando seu filho largar o peito, todo satisfeito depois de mamar!

Sugestão de vídeo:

 

Referência Bibliográfica:
  • ESCOBAR, Ana. Boas-vindas, bebê 1: do nascimento aos três meses de idade / Ana Escobar. – 1. ed. – São Paulo: Principium, 2014. il. 
  • VÍDEO: Canal no Youtube – Mamamor Aleitamento Materno. Autora: Vanessa Machado, Consultora em Aleitamento Materno. 

Faça seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios devem ser marcados *

Comment *