Ordenha manual: como extrair o leite?

O início da produção láctea, estimulado pela elevação dos níveis sanguíneos de prolactina e ocitocina, estabelece o gradativo preenchimento da terminação dos canais galactóforos e dos seios lactíferos, e estes correspondem, internamente, aos limites das aréolas primárias e secundárias. Assim, importa garantir a efetiva pressão e ação mecânica de esvaziamento (ordenha manual), principalmente sobre e ao redor das estruturas lactíferas que são subareolares.

Massagem da mama

A efetividade da ordenha depende da massagem prévia da mama como um todo, sendo este procedimento realizado mediante a técnica de palpação. Essa técnica permite não apenas identificar as estruturas mamárias (lobos, lóbulos e seios lactíferos), como reconhecer anormalidades, pontos dolorosos e, principalmente, observar as reações da nutriz ao contato físico das mãos do profissional de saúde em sua mama, bem como sua sensibilidade e habilidade em tocar a própria mama.

Reflexo de ejeção: ocitocina

A instalação do reflexo de ejeção é fundamental para a realização da ordenha. Há diferentes estratégias que contribuem para a elevação dos níveis de ocitocina e, portanto, são estimulantes para a ordenha mamária. Nesse sentido deve-se propiciar a mamãe um ambiente tranquilo e confortável, se possível garantindo o contato físico, (táctil ou visual) com o seu bebê, como o contato pele a pele, o toque, o carinho, o amor e o olhar.

Auto-ordenha e ordenha pelo profissional 

Para a realização da ordenha manual, deve ser considerado que não existe uma manobra padrão a ser desenvolvida, entretanto, de um modo geral o procedimento requer o posicionamento da mão correspondente ou oposta sobre a mama, sob a forma espalmada, com o polegar na região limítrofe entre a aréola primária e secundária, contraposto, inferiormente, ao dedo indicador. Após este posicionamento sequencial à massagem prévia, percebem-se e palpam-se os seios lactíferos que devem ser pressionados mediante movimento conjugado, tanto para dentro contra a parede torácica, como para baixo em direção a papila mamilar sem contudo atingi-la.

Essa ação visa pressionar a aréola por detrás do mamilo com o objetivo de apertar os seios lactíferos que são subareolares. Aos primeiros movimentos, deve-se observar a expressão facial da mãe, seja em caso de auto-ordenha ou de ordenha, porque expressões de dor ou de desconforto indicam que o procedimento não está  correto. Também deve-se cuidar para que os dedos não deslizem no tecido areolar e eme direção à papila mamilar, traumatizando-a.

Quando realizar a ordenha manual? 

  • Para aumentar a produção de leite.
  • Quando for necessário extrair o leite materno para estocagem e oferece-lo no copinho ou na colher, lembrando que estas são as melhores opções para ofertar o leite para o bebê sem a mamadeira.
  • Para auxiliar o bebê na pega correta, se os seios estiverem muito cheios. Quando as mamas estão ingurgitadas, o bebê não consegue abocanhar a aréola e consequentemente não realiza a sucção com extração do leite, apenas “chupeta” o mamilo da mamãe.
  • Quando a mãe voltar a trabalhar ou precisar sair para algum compromisso, e não pular mamadas e prejudicar a produção de leite.

Passo a passo da ordenha manual

  • A mama deve ser massageada com movimentos circulares, da base em direção à aréola, a pressão como os dedos deve ser firme e tem como objetivo estimular os ductos iniciais do seio.
  • Com os dedos da mão em forma de “C”, posicione o polegar na aréola acima do mamilo e o dedo indicador abaixo do mamilo na linha média da aréola mama (para facilitar, imagine a mama dividida ao meio verticalmente e faça dessa “linha imaginária” a linha do meio, em oposição ao polegar, sustentando o seio com os outros dedos.
  • Pressione a aréola e solte, pressione novamente e solte, e assim por diante. Pode ser um pouco incômodo, contudo este incômodo tende a passar após alguns minutos de ordenha.
  • No início pode sair bem pouquinho, mas depois de um tempinho já realizando o processo,o leite começará a pingar ou aparecer em pequenos jatos.
  • Despreze os primeiros jatos, para evitar o risco de contaminação. Mude a posição dos dedos ao redor da aréola para esvaziar todas as áreas (pressionando toda a aréola).
  • Mude a mama quando o fluxo de leite reduzir, repita o procedimento várias vezes. A duração do processo é de aproximadamente 30 minutos.

ordenha manual

Ordenha manual

ordenha manual

Fonte: REGO, José Dias. Aleitamento Materno – “Ordenha de Leite: Como, Quando e Por Que Fazê-la?”. 3ª edição. São Paulo. Editora Atheneu, 2015.
Esse blog não substitui as consultas de pediatria ou consultas médicas em geral.

Faça seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios devem ser marcados *

Comment *