Para facilitar a pega correta faça uma prega “sanduíche”

Muitas mamães tem uma dificuldade enorme em propiciar ao bebê a pega correta. Apresentar essa dificuldade é muito comum, afinal, mãe e bebê estão se conhecendo nesse momento, e tudo é novidade. Mas, através de exemplos e informações, os instantes se tornam mais tranquilos, e hoje a dica é sobre fazer a pega da mama como se estivesse pegando um “sanduíche”, dessa forma, isso irá facilitar o início da mamada. Mas, Lorena, como assim?

Pega em forma de “sanduíche”

A experiência clínica tem demonstrado que, em casos de dificuldade de pega (especialmente em mulheres com mamas volumosas), oferecer a mama posicionando parte dela entre o polegar e o indicador, formando uma pequena prega, tem facilitado o início da mamada. Então, quando estiver com muita dificuldade para realizar a pega correta, experimente posicionar os dedos dessa maneira, realizando a “preguinha sanduíche” essa pode ser a melhor forma para que a mamada flua perfeitamente, e os desajustes se ajustem entre vocês.

Essa é a prega “sanduíche”

pega

Apoio da mama

A sustentação da mama pode ser necessária no início da mamada para crianças com dificuldade de pega, quando a mãe sentir-se mais confortável ou nos casos de mamas volumosas. Para segurar a mama, a nutriz deve colocar a palma da mão por baixo e manter o polegar acima da aréola, sem pressionar. Dessa forma, o polegar e o indicador formam a letra C.

Como observar a mamada

A observação da mamada deverá fazer parte da consulta pediátrica para facilitar o diagnóstico de posicionamento e pega. Por exemplo, o profissional poderá observar que você posiciona seu dedo indicador na aréola por preocupação com a respiração do seu filho, dificultando a pega.

Freio lingual curto

O seu bebê poderá apresentar também anquiloglossia, freio lingual muito curto, que dificulta a pega, e, em alguns casos, será necessária pequena incisão cirúrgica para resolver o problema. Ao exame, também é importante checar se a aréola está flexível e macia, permitindo uma pega adequada. Caso a aréola esteja endurecida ou distendida, a ordenha é necessária antes de colocar o bebê para mamar.

Sangue nos ductos lactíferos 

Algumas vezes é observado o leite materno  esverdeado ou de cor marrom nos primeiros dias de lactação. Associam essa coloração à existência de sangue nos ductos lactíferos, residual ao rápido crescimento e vascularização durante a gestação. Há referência, também, à presença de estrias de sangue nos primeiros de lactação, sem dor ou lesões mamilares. O mais importante é salientar que esses casos apresentam solução espontânea, sem interrupção das mamadas.

Rajadas de sangue 

O profissional de saúde deve sempre estar atento à presença de sangue no leite materno e, algumas vezes, ao vômito do bebê com estrias de sangue vivo. Isso pode ocorrer pela fissura mamilar e, nesses casos, deverão ser tomadas medidas apropriadas para tratamento e correção da pega e da fissura.

pega

Créditos da foto: @monetnicolebirths

 

Referência Bibliográfica:
  • REGO, José Dias. Aleitamento Materno – “Problemas Precoces e Tardios das Mamas: Prevenção, Diagnóstico e Tratamento”. 3ª edição. São Paulo. Editora Atheneu, 2015.

Faça seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios devem ser marcados *

Comment *