Técnicas de amamentação: bebês que não conseguem pegar a aréola

A maioria dos problemas com o início da adaptação mãe-bebê está relacionada com as técnicas de amamentação. A observação criteriosa da mamada é sempre fundamental para identificarmos as dificuldades e que tipo de ajuda oferecer.

Posição para amamentar

A posição inadequada de ambos pode atrapalhar o intercâmbio natural. A mãe deverá estar confortável, o bebê deve estar todo voltado para a mãe (com barriga e tórax), o corpo e a cabeça da criança devem estar alinhados, o braço inferior em volta da cintura da mãe, as nádegas firmemente apoiadas. É importante salientar que devemos orientar que é o bebê que é levado à mama, e não a mama ao bebê.

Estimular a abertura da boquinha do bebê

Essas observações iniciais das técnicas de amamentação permitem que se ajude o bebê a realizar a pega da aréola corretamente. Provocá-lo até abrir bem a boca para que possa “abocanhar” a aréola, assim como pingar um pouco de leite ordenhado sobre o mamilo, podem ser estratégias significativas.

Bicos artificias (chupetas e mamadeiras)

A pega da aréola também pode estar dificultada por já ter ocorrido contato com bicos artificiais (mamadeiras com soro glicosado no berçário, mamadeiras de água ou chás, chupetas), acarretando a “confusão de sucção”, como já explicado anteriormente. A suspensão imediata dos bicos irá contribuir, sem dúvida, para o êxito do aleitamento materno.

Leite empedrado

Um problema comum e decorrente de má técnica inicial e da ausência de frequência das mamadas (início na sala de parto e livre demanda) é o ingurgitamento mamário. Ocorre um desequilíbrio na fisiologia da lactação levando a um aumento vascular, à congestão e ao acúmulo de leite.

O aumento da pressão intraductal faz com o leite fique acumulado, por um processo de alteração intermolecular, se torne mais espesso, mais viscoso. A aréola fica tensa, o bico plano e o leite não é eliminado. Essa sequência de eventos configura a queixa de “leite empedrado”. O bebê não consegue “abocanhar” o peito e soma-se a esta situação a dor que a mãe sente, comprometendo o seu desempenho.

Como intervenção, deve-se realizar o esvaziamento da mama para ajudar o mamilo a se protrair. Esse esvaziamento poderá ser realizado através de ordenha manual, bomba manual de extração ou bomba elétrica.

Massagens circulares na aréola e na mama

Massagens para fluidificar o leite também colaboram para a extração mais fácil, assim como a recomendação para amamentar em livre demanda. É importante adaptar a orientação à realidade e às facilidades de cada mãe para que o resultado seja satisfatório.

Mamilos planos ou invertidos

Mamilos planos ou invertidos podem atrapalhar o início da amamentação, as não impedi-la, pois, na técnica adequada, os bebês abocanham a maior parte da aréola e não do mamilo.

A intervenção logo após o nascimento é mais importante e efetiva do que a intervenção no período pré-natal (exercícios para protrair o mamilo e a manobra de Hoffman na maioria das vezes não funcionam e podem induzir o parto).

Técnicas de amamentação e intervenções 

Essa intervenção imediata com as técnicas de amamentação consiste em promover a confiança materna (explicando que a sucção do bebê ajuda a protrair os mamilos), em auxiliar a mãe a promover a pega, orientando diferentes posições do bebê, em explicar manobras para protrair o mamilo (estímulo do mamilo com as mãos), e orientando-a a ordenhar o seu leite a fim de esvaziar as mamas e facilitar a pega (se necessário, o leite ordenhado deve ser oferecido à criança em copinho ou xícara).

Quando o bebê não consegue pegar a aréola, o que fazer?

  • Observar a posição da mãe e do bebê. O bebê precisa estar voltado para a mãe (barriga e tórax);
  • Estimular a abertura da boquinha do bebê para que ele consiga abocanhar a maior parte da aréola;
  • Realizar a suspensão imediata de bicos artificias (chupetas e mamadeiras);
  • Se você mamãe estiver com ingurgitamento mamário, é necessário realizar o esvaziamento da mama para ajudar o mamilo a se protrair através da ordenha manual, bomba manual de extração ou bomba elétrica;
  • Efetivar massagens a partir da aréola até a base da mama, também contribuem para fluidificar e extrair o leite;
  • Deve-se amamentar em livre demanda;
  • Exercícios para protrair os mamilos na gravidez não são indicados.

técnicas de amamentação

Referência Bibliográfica:
  • REGO, José Dias. Aleitamento Materno – “Bebês que recusam o peito”. 3ª edição. São Paulo. Editora Atheneu, 2015. 

♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡ ℓεiค τคмвεм ♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡♡

Faça seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios devem ser marcados *

Comment *