Vacina combinada contra Hepatite A e B

A vacina combinada contra hepatite A e B é uma vacina inativada, desta maneira, não há possibilidade de originar a doença. É constituída do vírus inativado (morto) da hepatite A e da proteína de superfície do vírus da hepatite B. Também têm em sua integração: sais de alumínio, formaldeído, sulfato de neomicina, fenoxietanol, polissorbato 20, cloreto de sódio e água para injeção.

Indicação da vacina combinada contra hepatite A e B

  • Crianças a partir dos 12 meses, adolescentes e adultos.
  • É uma ótima escolha para indivíduos que não foram imunizados contra as duas hepatites.

Essa vacina é indicada para gestantes?

Caso a grávida esteja sob alto risco de se infectar em relação as hepatites A e B a vacina combinada precisa ser recomendada pelo médico assistente.

Contraindicação da vacina combinada contra hepatite A e B

  • Indivíduos que manifestaram anafilaxia causada por qualquer elemento da vacina ou por dose anterior.
  • Indivíduos que apresentaram púrpura trombocitopênica depois da dose anterior de vacina com antígenos do vírus da hepatite B.

A vacina é contraindicada para indivíduos com doenças crônicas?

Não. A vacina não é contraindicada para pessoas portadoras de doenças crônicas, mesmo que estes estejam fazendo o uso de medicamentos.

Esquemas de doses

  • Crianças e adolescentes a partir de 1 ano e menores de 16: duas doses com intervalo de seis meses.
  • Para adolescentes a partir dos 16 anos, adultos e idosos: três doses, sendo a segunda administrada no intervalo de um mês depois da primeira, e a terceira, no intervalo de cinco meses depois da segunda.
  • Indivíduos com recomendação de dose dobrada da vacina hepatite B ou esquema de quatro doses, precisam tomar complementação com a vacina hepatite B.

A vacina combinada contra hepatite A e B pode ser aplicada juntamente com outras vacinas no mesmo dia?

Sim, ela pode ser administrada desde que as demais vacinas sejam aplicadas em locais distintos do corpo.

Via de aplicação

Intramuscular profunda.

Cuidados antes, durante e após a vacinação

  • Não são mandatórios cuidados específicos antes da administração da vacina;
  • Em caso de febre, deve-se aprazar a vacinação até que aconteça a melhora;
  • Compressas frias suavizam a reação no local da aplicação;
  • Qualquer sintoma grave e/ou inesperado depois da administração da vacina precisa ser notificado ao serviço que a efetivou;
  • Sintomas de eventos adversos graves ou duráveis, que se delongam por mais de 24 a 72 horas, precisam ser analisados para averiguação de outras causas.

Efeitos e eventos adversos da vacina combinada contra hepatite A e B

Manifestações no local de administração da vacina, como rubor e edema por mais de 24 horas e dor prolongada foram referidos por 1,5% dos imunizados. Eventos gerais como febre, cefaleia, mal-estar, desânimo, náusea e vômito acontecem  com 0,3% a 10% dos imunizados. Não existe registro de efeitos adversos graves, contudo podemos ponderar o mesmo risco que há para as vacinas individuais hepatite A e hepatite B.

Referência Bibliográfica: Sociedade Brasileira de Imunizações (SBIM)

Faça seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios devem ser marcados *

Comment *