Vacina DTPw-HB/Hib (tríplice bacteriana de células inteiras combinada com Hib e hepatite B)

A vacina DTPw-HB/Hib (tríplice bacteriana de células inteiras combinada com Hib e hepatite B) é uma vacina inativada, assim, não há possibilidade de originar a doença. É integrada por toxoides diftérico e tetânico, combinados com a célula inteira purificada da bactéria da coqueluche (Bordetela pertussis); partícula da superfície do vírus da hepatite B (HBsAg) e elemento da cápsula do Haemophilus influenzae tipo b (Hib), conjugado com uma proteína. Está incluso também fosfato de alumínio, cloreto de sódio e água para injeção.

Meningite por Hib

Haemophilus influenzae tipo b (Hib) é uma bactéria que geralmente acomete crianças até cinco anos de idade, originando infecções que na maioria das vezes se inicia no nariz e na garganta, contudo podem disseminar para outras regiões do corpo, como a pele, articulações, pulmões, ouvidos, membranas que recobrem o coração, medula espinhal e cérebro.

Além disso, essa bactéria pode provocar doenças infecciosas distintas com manifestações graves, incluindo inflamação na epiglote, dor de ouvido, pneumonia e infecção generalizada na corrente sanguínea (sepse), inflamação do pericárdio, sinusite e inflamação das articulações.

Uma das doenças mais graves e preocupante provocada pela bactéria Haemophilus influenzae tipo b é a meningite, que comumente tem um começo repentino com febre, cefaleia intensa, náuseas, vômitos e rigidez de nuca. Sequelas graves acontecem em aproximadamente 3% a 5% dos indivíduos que sobrevivem de meningite por Hib, são exemplos déficit auditivo grave e lesões cerebrais permanentes.

meningite por Hib

Indicação da vacina DTPw-HB/Hib

  • Crianças com até 7 anos de idade.
  • É usada nas Unidades Básicas de Saúde para a administração de vacina no primeiro ano de vida, aos 2, 4 e 6 meses.
  • Mesmo as crianças que já apresentaram tétano, difteria, doença provocada pelo Hib e/ou coqueluche, precisam ser vacinadas, já que estas doenças não ofertam proteção permanente contra novas infecções.

Contraindicações da vacina DTPw-HB/Hib

  • Indivíduos com idade superior a 7 anos, com ou sem histórico de manifestação alérgica complexa (anafilaxia) em relação a algum elemento da vacina.
  • Crianças que manifestaram reações graves concernentes a vacina depois da aplicação da vacina DTPw ou combinada a ela:
    • Episódio hipotônico-hiporresponsivo (EHH) nas 48 horas iniciais. Esta manifestação geralmente é antevertida por impaciência e febre. A criança torna-se pálida, perde o tônus muscular e a consciência, e esse episódio pode perdurar por minutos ou até horas. Apesar de muito desesperador, melhora sem deixar sequelas. Seu acontecimento não indica tendência de repetição em relação a administração de doses posteriores.
    • Convulsões nas 72 horas iniciais.
    • Reação anafilática nas duas horas iniciais.
    • Encefalopatia aguda durante os sete dias depois da aplicação da vacina.

Esquema de doses da vacina DTPw-HB/Hib

Uma dose aos 2, 4 e 6 meses de idade.

Via de aplicação

Intramuscular.

Cuidados antes, durante e após a administração da vacina

  • Não são mandatórios cuidados específicos antes da administração da vacina;
  • Em caso de febre, deve-se aprazar a vacinação até que aconteça a melhora;
  • Em indivíduos com doenças que acrescem o risco de sangramento, a aplicação intramuscular pode ser trocada pela subcutânea;
  • Compressas frias suavizam a reação no local da aplicação;
  • Qualquer sintoma grave e/ou inesperado depois da administração da vacina precisa ser notificado ao serviço que a efetivou;
  • Sintomas de eventos adversos graves ou duráveis, que se delongam por mais de 24 a 72 horas, precisam ser analisados para averiguação de outras causas.

Efeitos e eventos adversos da vacina DTPw-HB/Hib

Pode causar efeitos adversos, geralmente entre as 48 a 72 horas iniciais, sendo o elemento pertussis o causador primordial. Muitas vezes, são efeitos leves, que passam sem complicações ou sequelas e não é contra indicado doses posteriores.

Estes efeitos são iguais e com frequência semelhantes aos analisados com a vacina tríplice bacteriana de células inteiras (DTPw).

Faça seu comentário!

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios devem ser marcados *

Comment *